Funcionários do Mbim cúmplices em tentativa de Defraudar o Estado

Funcionários do Mbim cúmplices em tentativa de Defraudar o Estado

0
COMPARTILHE

Quatro cidadãos, com a ajuda de funcionários do Millennium Bim (MBim), criaram uma conta bancária em nome da Autoridade Tributária de Moçambique (ATM) com o intuito de defraudar o Estado.

 

Falando em conferencia de imprensa o director-geral-adjunto de Impostos, Domingos Muconto, revelou: “foi detectada uma conta aberta no Banco Internacional de Moçambique em nome de Autoridade Tributária de Moçambique. Esta conta foi aberta utilizando documentos falsos, por cidadãos que não tem nada a ver com a Autoridade Tributária nem com o Tesouro”.

A conta foi aberta no dia 5 de Janeiro e tem como assinantes Armando Pedro Maundze, Leia Pinto, Justino Jeremias Cossa e Silvano João Tivane. Embora os criminosos tenham recorrido a documentos falsos com Boletim da República, correspondência interna da Autoridade para o Tesouro e vistos do Tribunal Administrativo, só foi possível abrir a conta com a ajuda de funcionários do Millennium Bim.

“Queremos, entretanto, chamar à atenção dos bancos comerciais e do público, em geral, sobre esta nova estratégia, pois com as contas tituladas pela Autoridade Tributária de Moçambique, os defraudadores podem pretender descontar cheques passados à ordem de qualquer unidade de cobrança da AT”, alertou Muconto.

Em tentativa de esclarecer como foi possível abrir a conta em nome da Autoridade Tributária, o jornal @verdade entrou em contato com o Millenium Bim, mas não obteve resposta nenhuma.

O director Geral Adjunto de Impostos deixou ainda o seu apelo aos bancos comerciais para uma deontologia profissional adequada de modo a evitar que os fundos do Estado parem em mãos alheias.

Source: @Verdade, Revista Manchete

DEIXE UMA RESPOSTA