Nyusi inteira-se dos problemas de saneamento

Nyusi inteira-se dos problemas de saneamento

0
COMPARTILHE

Acompanhado pelo edil de Maputo, David Simango, e pelo ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, Carlos Bonete, o Chefe de Estado visitou, ontem, as obras de construção de valas de drenagem, numa área de 400 metros, no distrito municipal KaMaxaquene. No final da visita, Filipe Nyusi disse que as obras do município irão ajudar a minimizar o problema das inundações.

“Tal como vimos, está a fazer-se um trabalho de drenagem a céu aberto que irá contar com o apoio das populações. Felizmente, as ruas já estão transitáveis e o trabalho está em curso, só precisamos de ter paciência porque este não é um trabalho que acaba hoje ou amanhã”, apelou Nyusi.

O problema de saneamento no bairro de Maxaquene é antigo e sempre que chove, as ruas e as casas ficam inundadas, e a água da chuva chega a levar até uma semana estagnada, o que cria vários perigos à saúde das populações que ali vivem. Uma dessas famílias é a de Marcos Baptista, que perdeu a noção de há quantos ano lá está. Em conversa com o Presidente da República, mostrou-se disposto a sair do local para uma zona mais segura.

Depois de percorrer as ruas de Maxaquene, Nyusi visitou também uma bacia de armazenamento de água, apontada, pelo município, como a solução para minimizar o problema.

“Esta bacia é uma das soluções que o município encontrou e, esta, pode ser uma das saídas mais rápidas para aquela zona que estive a visitar”, disse Filipe Nyusi.

A bacia de armazenamento da água da chuva está instalada no cruzamento entre as ruas da Beira e dos Caminhos-de-Ferro de Moçambique, no bairro de Hulene, onde foram retiradas algumas famílias.

Para solucionar em definitivo o problema de alagamento no bairro de Maxaquene “A”, o município precisa de reassentar, pelo menos, 188 famílias, parcial ou totalmente, afectadas.

DEIXE UMA RESPOSTA