Bander: as imagens foram vazadas sem aprovação

Bander: as imagens foram vazadas sem aprovação

0
COMPARTILHE

Fotos sensuais, cantora moçambicana… As imagens poderiam passar de simples hashtags nas redes sociais, mas foi mais do que isso o que aconteceu, quando, no Dia da Mulher Moçambicana, celebrado a 7 de Abril, as fotografias da cantora Yolanda Boa chocaram a muita gente, afinal a artista aparecia semi-nua, cobrindo suas partes íntimas com o símbolo nacional: a bandeira.

Diante de tal atitude, o Ministério da Cultura e Turismo, que tomou conhecimento da circulação das imagens, pronunciou-se em relação ao assunto, por via de um comunicado, considerando que o que a cantora fez constitui um ultraje à nação e esta poderá ser sancionada por tal acto: “O Ministério da Cultura e Turismo manifesta a expressão mais alta de condenação veemente deste acto, pois a conduta seguida por esta artista em nada abona a exaltação do espírito patriótico dos moçambicanos, antes pelo contrário contribui, em grande medida, para denegrir a imagem, a honra e o prestígio da nossa Pátria Amada no concerto das Nações”, e continua: “Na sequência desta manifestação de censura e de reprovação, o Ministério da Cultura e Turismo compromete-se a encentar deligências necessárias para a responsabilização dos autores desta conduta de ultraje à bandeira nacional (simbolo nacional), que choca e viola claramente com o estatuído na Constituição da República de Moçambique”.

O País tentou falar com Yolanda Boa, sem sucesso. Por isso, resolveu contactar Bander, quem explica o que aconteceu: “O que posso dizer em linguagem clara é que eu perdi o meu telemóvel, e já estamos à procura do causador da publicação de certas fotos. Algumas fotos foram postadas por nós. Eu é que giro as contas da Yolanda e de outros artistas, mas a pessoa que roubou o celular está a usufruir das contas que estão no telemóvel,” disse Bander.

De acordo o rapper, Yolanda Boa não está abalada, mas também não se sente confortável.

Fonte: Jornal Opaís

DEIXE UMA RESPOSTA