“Chiquinho Conde” Novo técnico da UD Songo

“Chiquinho Conde” Novo técnico da UD Songo

0
COMPARTILHE

O ano 2017 já iniciou e as movimentações das equipas de futebol para a presente época também. Por isso, já há preparação com vista a uma boa prestação no campeonato nacional por parte das equipas.

Das “bandas” de Songo, há indicação de que Chiquinho Conde apresenta-se hoje como novo técnico do clube, com ambições claras de conquistar o título. Esta é uma das novidades badaladas desde o ano passado, que hoje deverá se confirmar com a apresentação oficial, de modo que a preparação da equipa rumo às competições africanas, Taça Nelson Mandela, inicie.

Chiquinho Conde assinou um contracto com os “hidroeléctricos” de Songo por duas temporadas, mas que se concretizam em função dos objectivos, podendo ser renovados. E uma das ambições do técnico que já esteve ligado ao Maxaquene, num passado recente, é conquistar o primeiro título nacional para a província de Tete e para o clube em particular.

Antes de rumar para Songo, em entrevista a Rádio Moçambique, Chiquinho disse ter sido a melhor opção que fez ao juntar-se à União Desportiva de Songo. Conde diz ser um privilégio assinar acordo com a equipa de Songo, pois sempre foi uma ambição sua treinar os vencedores da Taça de Moçambique. “Sempre quis treinar a União Desportiva de Songo, pela grandeza e pelas ambições do clube. Já devia ter acontecido há muito tempo, mas sempre foi atrasado e só agora acabou se concretizando. É uma grande satisfação”, disse Chiquinho Conde.

Aliás, o mais novo dos Condes, que já jogou por vários países, diz mesmo que podia ter ido para outras colectividades, mas a paixão pelos objectivos da União Desportiva de Songo forçaram-no a escolher pelo centro do país. “Tive convites para treinar a Liga Desportiva de Maputo e até podia ter ido ao Ferroviário de Maputo, mas o projecto que me foi apresentado na União Desportiva de Songo acabou condicionando a minha ida aquele clube”, confirmou Chiquinho Conde.

Relativamente as ambições deste técnico, que já foi campeão pelo Ferroviário de Maputo, é de conquistar o título nacional, que seria o primeiro na história do clube; lutar pela revalidação do troféu da Taça de Moçambique, conquistado ano passado depois de UD Songo ter vencido o Maxaquene, equipa que treinou no início de 2016; conquistar a Taça da Liga e fazer uma boa campanha nas competições africanas, onde vai defrontar o Platinium Star da África do Sul, na pré-eliminatória da Taça CAF, na segunda semana de Fevereiro próximo.

Para a prossecução destes objectivos, Chiquinho Conde, que será auxiliado nas suas funções por Victor Mayamba, que esteve ligado ao Desportivo do Niassa, e Mbinho, antigo jogador, já assegurou as contratações do guarda-redes Leonel, ex-Ferroviário de Maputo, Cley, ex-Estrela Vermelha, Mayunda e Mário Sinamunda, ex-Liga Desportiva de Maputo, Gildo, ex-Ferroviário da Beira e Danilo.

Os trabalhos de preparação iniciam ainda esta semana, depois dos jogadores terem mais dias de férias para gozarem as festas do Natal e Ano novo.

DEIXE UMA RESPOSTA